5 de mai de 2012

A vista

Consigo ver da minha janela coisas que jamais imaginaria que existisse, a cada amanhecer descubro focos e ângulos diferentes para olhar sem que eu seja notada por alguém. Chego a me assustar com algumas coisas e ameaço a fechar as cortinas, e me esconder do perigo que há lá fora, pessoas frias, mentiras e desavenças que ocorre como um filme 3D próximo e nítido, porém para serem notados é preciso muita atenção. Mais em outro lugar ao ver um pássaro cantar, no outro lado da rua o amor, carinho e afeto volto para lá correndo e continuo ali observando o outro lado do meu quarto. 
Estou aqui esperando o momento certo para ter forças suficientes para tudo que me espera ali fora, estou num momento, somente meu - sozinha. Sei bem a dureza que é está ali do outro lado, energias gastas precisam ser recompostas é isso que estou fazendo aqui na minha janela.

Com esse breve texto só quis passar a mensagem que devemos sempre está preparados para as coisas da vida, e que certos momentos nos encontramos “fracos” e vulneráveis que necessitamos obter um equilíbrio, E a melhor forma é parar e observar tudo ao nosso redor, e assim ver o que realmente tem valor em nossas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário